0300 313 2451

Seja um franqueado Conexlog

BLOG

Compreendendo as diferenças entre multimodal e intermodal na logística: tudo o que você precisa saber

No mundo globalizado em que vivemos, o transporte de mercadorias é um dos pilares fundamentais para a economia. Nesse contexto, surgem as operações multimodal e intermodal, que oferecem soluções eficientes para o deslocamento de cargas por diferentes modais de transporte. Por meio dessas operações, é possível combinar o uso de rodovias, ferrovias, vias aquáticas e sistemas aéreos, visando otimizar tempo, reduzir custos e garantir a integridade das mercadorias durante todo o percurso. Neste artigo, exploraremos as características de cada modalidade e destacaremos as principais diferenças entre elas.

O que é multimodal?

O transporte multimodal é uma estratégia logística que envolve a utilização de diferentes modais de transporte, como caminhões, aviões, navios e trens, para garantir maior agilidade e eficácia no processo de transbordo. Essa abordagem permite que a mercadoria seja transportada de forma integrada e coordenada, otimizando o fluxo de carga até o destino final. Nesse sistema, apenas um conhecimento de carga é emitido, simplificando os trâmites burocráticos e facilitando a gestão da operação.

Ao optar por serviços de transporte multimodal, é importante ter em mente que eles vão além do simples deslocamento das cargas. Nesse contexto, a figura do Operador de Transporte Multimodal (OTM) se torna fundamental. O OTM assume a responsabilidade perante o dono da carga e lida diretamente com as várias transportadoras envolvidas no fluxo do transporte. Mesmo sem executar nenhuma das etapas, o OTM assume o compromisso sobre o envio da carga, garantindo a eficiência e segurança do processo.

Vale destacar que o operador de transporte multimodal deve possuir um registro válido na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para desempenhar suas atividades. Além disso, a realização dessa operação exige a emissão do Conhecimento de Transporte Multimodal de Cargas (CTMC). Esse documento não apenas cumpre a função fiscal do transporte, mas também serve como contrato formal de prestação de serviços, estabelecendo os direitos e responsabilidades das partes envolvidas. É importante ressaltar que o cumprimento dessas obrigações garante uma prática segura e legal no setor de transportes, assegurando aos clientes e empresas uma operação confiável e transparente.

O que é intermodal?

O termo “transporte intermodal” refere-se à utilização de diferentes modos de transporte, como rodoviário, ferroviário, marítimo e aéreo, em uma mesma operação logística.

No transporte intermodal, cada modal é responsável por uma parte da jornada do frete, desde a coleta até a entrega final. São utilizados de forma complementar e sinérgica, buscando otimizar os recursos disponíveis e minimizar os custos logísticos.

Essa estratégia possibilita que as empresas alcancem um gasto total mais vantajoso em comparação ao uso exclusivo de um único modo de transporte. Por exemplo, imagine uma empresa que precisa enviar mercadorias do interior para o litoral. Ao utilizar o transporte intermodal, ela pode optar por utilizar caminhões para a coleta dos produtos na origem e seu transporte até o porto ou terminal intermodal mais próximo. Em seguida, as mercadorias são transferidas para navios ou trens para percorrer o restante do trajeto via marítima ou ferroviária. Por fim, na chegada ao porto ou terminal de destino, os produtos são novamente transferidos para caminhões para a distribuição final.

Essa combinação inteligente dos modos de transporte permite aproveitar as vantagens específicas de cada modal, como a flexibilidade e capilaridade do transporte rodoviário, a capacidade volumétrica do marítimo e a velocidade do transporte aéreo. Além disso, o transporte intermodal contribui para a redução da emissão de poluentes e o congestionamento das vias, promovendo uma logística mais sustentável e eficiente.

Portanto, embora o termo “transporte intermodal” não possua uma base jurídica específica, seu conceito continua sendo relevante no contexto das operações logísticas.

Qual a diferença entre intermodal e multimodal?

A logística é uma área crucial para garantir a eficiência e satisfação dos clientes em um mercado competitivo. Para atingir esse objetivo, é essencial avaliar as diferentes modalidades de transporte disponíveis. Entre elas estão os transportes multimodal e intermodal, que apesar de terem nomes semelhantes, apresentam diferenças significativas. São elas:

Emissão de documentos

No transporte de mercadorias, existem diferentes formas de movimentar a carga de um ponto a outro. Uma dessas formas é o transporte intermodal, que envolve a utilização de mais de um modal, como caminhões, trens e navios. Nesse caso, é necessário emitir um documento de transporte para cada modal utilizado, o que pode gerar certa burocracia e complicações logísticas.

Porém, existe também o conceito de transporte multimodal, que busca simplificar e otimizar esse processo. No multimodal, é utilizado apenas um documento de transporte que cobre todo o trajeto da carga, desde o ponto de origem até o destino final. Essa abordagem facilita a gestão logística e reduz a papelada necessária para movimentar a mercadoria.

É importante ressaltar que tanto no transporte intermodal quanto no multimodal é fundamental garantir a integridade da carga durante todo o percurso. Além disso, é necessário observar as normas e regulamentações específicas para cada modal utilizado.

Responsabilidades

Na intermodalidade, cada trecho do transporte de carga possui suas próprias responsabilidades e é necessário emitir um documento de transporte para cada modal utilizado.

Já na multimodalidade, as características são diferentes, pois há a presença de um agente responsável por toda a operação, o Operador de Transporte Multimodal (OTM). O OTM assume total responsabilidade pela carga durante todo o trajeto, independentemente dos modais utilizados.

Tipo de contrato

A forma como os contratos são firmados revela as diferenças entre o transporte multimodal e o intermodal.

No transporte multimodal, há apenas um contrato vigente com o Operador de Transporte Multimodal (OTM) durante toda a operação, independentemente dos modais escolhidos. Por outro lado, no transporte intermodal, a cada mudança de modal, um novo contrato entra em vigor.

Isso ocorre porque no transporte multimodal é o operador que gerencia todo o fluxo das cargas e firma diretamente o acordo com o cliente. Essa diferença na forma de contratação impacta na organização e gestão da operação logística, sendo importante ressaltar as características distintas desses dois tipos de transporte para evitar confusões e garantir uma execução eficiente dos serviços.

Como escolher entre os modais?

Como se vê, os dois sistemas são parecidos. Mas o maior desafio, portanto, não é escolher a melhor opção para o serviço de transporte, mas sim quais são os melhores modais a serem utilizados, de acordo com a carga e o tipo de operação que será realizada — questão que envolve, principalmente, uma análise bem detalhada dos custos.

Sendo assim, para definir quais são as vantagens e desvantagens de cada modal e saber qual é a melhor escolha para seu modelo de negócio, é necessário levantar todos os aspectos e definir qual deles vai proporcionar a melhor relação custo-benefício.

Mas como fazer isso? A resposta está em realizar uma análise minuciosa das suas necessidades logísticas e considerar todas as variáveis envolvidas. Avalie o tipo de carga que será transportada, a distância a percorrer e as características do mercado onde sua empresa atua.

Além disso, é fundamental estar atualizado sobre as tendências do setor logístico e buscar informações sobre as novidades tecnológicas que podem contribuir para otimizar suas operações. Acompanhar eventos do setor e conversar com profissionais especializados também pode ser um diferencial na hora de tomar decisões mais assertivas.

Lembre-se: conhecer as diferenças entre transporte multimodal e intermodal é apenas o começo. Coloque em prática todo esse conhecimento adquirido para alcançar resultados positivos em seus processos logísticos. Afinal, a escolha do melhor modal de transporte pode fazer toda a diferença para o sucesso do seu negócio.

A Conexlog se destaca como referência em Operadora de Transporte Multimodal, oferecendo soluções eficientes e confiáveis para o gerenciamento ágil e seguro de cargas urgentes. Não deixe de aproveitar a oportunidade de conhecer os nossos serviços e faça sua cotação com nossos especialistas. Descubra hoje mesmo porquê somos a escolha certa para suas necessidades logísticas!

Quem viu esta notícia, também curtiu

A robótica e a automação estão transformando o setor logístico em um ritmo acelerado, revolucionando as operações...
Você está procurando uma solução de transporte que combine eficiência, flexibilidade e economia? Nosso serviço de frete...
A cadeia de suprimentos é um sistema complexo e globalizado que envolve diversos elos, desde a produção...